fbpx

Fertilização In-Vitro para casais homoafetivos


FIV para casais homoafetivos femininos



O que é?

A atual resolução do Conselho Federal de Medicina 2.168/2017 permite que sejam realizadas as técnicas de reprodução humana assistida para casais homossexuais femininos, de forma que os embriões formados pelos óvulos de uma mulher possam ser transferidos no útero da outra.



Etapas



Diagnóstico personalizado
Durante a sua primeira e a segunda visita à Clínica Reproferty, os nossos especialistas em fertilidade respeitarão a demanda do casal, sobre o desejo de gestar o futuro bebê, e farão o plano de tratamento adequado, com base nesse exposto e após a avaliação dos exames sanguíneos e de imagem.

Dentre os quais, pode se tratar de:
Inseminação intrauterina (IIU): realiza-se a indução da ovulação em uma das parceiras e o sêmen do doador, após processado em laboratório, é injetado no útero desta mulher;

Fertilização In Vitro (FIV): uma ou as duas pacientes podem ser submetidas à estimulação ovariana, e os óvulos são coletados e fertilizados com o sêmen de um doador. Os embriões formados podem ser transferidos ao útero da própria mulher ou ao da parceira.

Sêmen de doador
A Clínica Reproferty possui bancos de sêmen parceiros, com amostras de doadores nacionais e internacionais. É possível selecionar as características do doador ideal, como tipo sanguíneo, características físicas, histórico de doenças e preferência relacionadas ao estilo de vida. Assim que o doador for definido, inicia-se o trâmite para o transporte da amostra de sêmen do banco para a nossa Clínica.

As condições acima descritas também se aplicam a mulheres solteiras que desejam engravidar, em uma produção independente.


FIV para casais homoafetivos masculino



O que é?
Segundo a atual resolução do Conselho Federal de Medicina 2.168/2017, é permitido que casais homossexuais masculinos recorram as técnicas de reprodução humana assistida para ter filhos.

Como ocorre?
Nesse caso, o casal terá que utilizar a ovorecepção e o útero de substituição.



Etapas



Os óvulos de uma doadora anônima são fertilizados com o espermatozoide de um dos parceiros, ou seja, cada óvulo é injetado com apenas um espermatozoide. Por exemplo, pode-se usar o sêmen de um homem em metade dos óvulos e o sêmen de outro homem na outra metade dos óvulos. Mas é importante que fique claro, que em cada óvulo será injetado apenas um espermatozoide. Após a formação dos embriões, esses serão transferidos para um útero solidário.

Útero Solidário ou Cessão temporária de útero
Essa é uma opção para casais homoafetivos masculinos, homem que deseja realizar produção independente e para casos em que uma mulher não possa, por diversos motivos, gestar esse bebê.

A atual Resolução do Conselho Federal de Medicina 2.168/2017, permite como útero solidário, uma pessoa que seja parente de um dos membros do casal, em até 4º grau (Mãe/Filha; Avó/irmã; Tia/Sobrinha; Prima).

Vale lembrar que no Brasil não é permitido a barriga de aluguel, ou seja, a comercialização ou aluguel temporário do útero.


Entre em contato

Fazer a escolha certa nem sempre é difícil.

Preencha formulário a seguir que nós entraremos em contato!
Para levar a ajuda da melhor forma até você, simplificamos nossos métodos de contato, você precisa apenas preencher o formulário a seguir com suas informações que entraremos em contato, pelo whatsapp ou pelo email.

Telefone: (12)3941-5199
Whatsapp: (12)99669-7592

Endereço: Rua Itajaí, 31 - Jd.Aquárius | São José dos Campos/SP

Saiba mais sobre os tratamentos da Reprodução Humana Assistida


Design sem nome (3)

Coito Programado

inseminação

Inseminação Artificial

preservação

Preservação da fertilidade


fiv

Fertilização In-vitro

doação

Fertilização In-vitro com Ovodoação

Design sem nome (4)

FIV com análise genética embrionária

×

Olá!

Clique abaixo para conversar no WhatsApp ou envie-nos um e-mail para contato@reproferty.com.br

× Inicie um chat por WhatsApp